Projeto “I refuse to sink”

  Sempre acreditei que a melhor maneira de melhorarmos quem somos é superando nossos próprios limites. Uma das minhas maiores limitações sempre foi o medo de errar em meus projetos, e para quebrar esse limite decidi me auto desafiar. Mas qual seria o desafio?

A inspiração veio quando vi uma postagem em um site estilo BuzzFeed, com uma galeria de tatuagens com a frase “I refuse to sink”, porém todas acompanhadas de uma âncora. Se a pessoa “se recusa a afundar”, por que expressar isso com o desenho de uma âncora, que tem como rotina o ato de afundar e fazer os barcos pararem?

i refuse to sink

Eis então meu desafio: Pensar uma nova maneira de ilustrar essa tatuagem com algo que realmente se recusa a afundar. Primeiro fiz um pequeno brainstorming em uma folha de rascunho. Afinal, o que, independente da força do mar, se recusa a afundar? Curiosamente a primeira coisa que me veio a cabeça foi o Titanic, que afundou, depois um peixe morto (eca!), e percebi que estava seguindo a linha de raciocínio errada.

Dentre as diversas ideias, vieram ondas, boias e outras coisas que boiassem (como o peixe morto), e então percebi que existem tantas maneiras para se ilustrar a frase que não bastaria apenas uma, então nasceu o Projeto “I refuse to sink”, onde planejo criar novas, não apenas uma, formas de se ilustrar essa bela frase motivacional.

IMG_20141018_011101807

O primeiro desenho concluído desse auto desafio tem como foco um Farol, que além de servir como um guia para pescadores perdidos durante a noite, também representa uma construção forte (e nunca vi nenhum afundar).

Inicialmente o papel seria apenas uma base para o desenho digital, mas conforme o tempo ia passando, um sentimento old school foi me dominando e decidi deixá-lo apenas no papel. Eis o resultado:

IMG_20141028_170942317

Algumas pessoas me questionaram o motivo pelo qual não detalhei mais o desenho, isso foi uma escolha que fiz quando percebi que o desenho tem como objetivo ser uma tatuagem, colocar diversos pontos com sombreado e uma gama de detalhes acabaria transformando em apenas um desenho e não uma imagem própria para tatuagem.

Futuramente devo digitalizar e colorir, mas isso deixarei para os próximos auto desafios. Espero que tenha gostando do resultado e da ideia, em breve atualizarei esta publicação com as demais ilustrações que farei para este projeto.

Deixo aqui também um convite aos leitores, participem também, seja com ideias ou mesmo as suas versões para o projeto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *